Esporte

Reforço do Paulista, Diego Macedo busca volta por cima na carreira: “Me perdi na cerveja e balada”

Diego Macedo em ação pelo Corinthians contra o Grêmio em 2013 — Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Com passagens por grandes clubes, lateral-direito de 33 anos fala de problemas durante auge da carreira e brinca após foto em que aparece acima do peso viralizar: "Estou gordo mesmo"

Aos 33 anos, Diego Macedo busca a volta por cima na carreira após vencer uma batalha pessoal contra o álcool e a vida noturna. O ex-lateral de Atlético-MG, Bahia e Corinthians foi contratado para defender o Paulista de Jundiaí na Série A3 do Campeonato Paulista.

Sobrinho do ex-jogador Macedo, Diego rapidamente conseguiu vestir a camisa de grandes clubes assim como o tio, ídolo do São Paulo e que defendeu também Santos, Cruzeiro, Grêmio, Vasco, entre outros.

Revelado pelo União Barbarense, Diego Macedo chegou ao Atlético-MG em 2010 com a aval de Vanderlei Luxemburgo. No Corinthians, acabou não se firmando sob o comando de Tite e Mano Menezes. Após ficar sete meses desempregado, o lateral faz um balanço e sabe o motivo de não ter vingado nas duas grandes chances que teve na carreira.

“Fiz muitas besteiras, era novo e hoje em dia o futebol não aceita mais esse tipo de coisa. Acabei me perdendo na cerveja, balada e isso me atrapalhou demais na carreira. Mas quero provar que sou um novo homem, trabalho pela minha família e sou uma pessoa totalmente diferente do passado”, conta Diego Macedo.

Diego Macedo fez 27 jogos pelo Atlético-MG e apenas 12 pelo Corinthians. Após a passagem pelos dois gigantes do futebol brasileiro, o lateral passou por Bahia, Bragantino, futebol japonês até ficar sem emprego. Depois de uma passagem apagada pelo Santo André em 2019, Diego não entrou mais em campo.

A inatividade fez o jogador ganhar peso, o que acabou se tornando alvo de comentários nas redes sociais. Ciente que está longe da forma física ideal, Diego ainda acredita que pode vestir a camisa de um grande clube do futebol brasileiro.

– Fiquei um tempo parado, cerca de sete meses. Acabei engordando um pouco, treinar em casa não é a mesma coisa, aí veio a pandemia também. Estou gordo mesmo, uns cinco quilos acima. Mas espero mostrar que o Diego ainda pode jogar na elite do futebol brasileiro. Capacidade já mostrei que tenho – admite.

Reforço do Paulista para a disputa da Série A3 do Campeonato Paulista, Diego Macedo terá a missão de evitar o rebaixamento do tradicional time de Jundiaí, campeão da Copa do Brasil em 2005.

Com apenas sete pontos em 11 rodadas, o Paulista é o lanterna da Série A3, cinco pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento. Restam apenas quatro rodadas para o término da primeira fase. A missão na luta contra a queda para a quarta e última divisão do estadual de São Paulo é difícil.

– Difícil, mas não impossível. Estava vendo a tabela e podemos até mesmo pensar na classificação. O importante é livrarmos o Paulista do rebaixamento. Um time como a tradição do Paulista não pode passar mais por essa situação. Esperamos fazer de tudo para conquistar o objetivo nesses últimos quatro jogos que teremos – projeta Diego Macedo.

Fonte: G1/Globo Esporte

Etiquetas
Os conteúdos dos artigos publicados são de inteira responsabilidade do(s) autor(es), não refletindo, necessariamente, a opinião do corpo ou do conselho editorial do Jundiai365.