Esporte Jundiaí

Paulista subirá para a 1ª divisão após fusão com Red Bull

O Paulista de Jundiaí e o Red Bull Brasil, de Campinas, estão muito próximos de fechar uma parceria que salvaria o clube jundiaiense de uma possível falência e que ajudaria o Red Bull a economizar gastos com estádio e com locomoção.

Por ora, a negociação definiu uma parceria entre os clubes para que Jundiaí seja sede de um dos grupos da 1ª fase da Copa São Paulo de futebol junior. Além disto, há mais uma negociação, que vem sendo bastante debatida: uma fusão entre os dois clubes.
O Red Bull Brasil atuou, desde sua fundação, em Campinas (entre os estádios da Cerecamp, Moisés Lucarelli e Brinco de Ouro da Princesa), porém, deverá trocar de sede em 2019. Um dos motivos é um item artigo no regulamento do Paulistão, que não permite mais que o clube dono de um estádio possa ceder o estádio para outro clube, e ser “visitante” neste confronto. No caso do Red Bull, ele não poderia encarar a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em nenhuma hipótese. Na 1ª fase de 2019 este confronto não irá ocorrer, mas nas quartas de final ele pode existir, já que os dois clubes fazem parte do mesmo grupo.
O nome do clube que surgirá após a fusão tende a ser Red Bull Paulista Futebol Clube.
Palavra oficial do Paulista – Jurandir Segli Jr (gerente de marketing) 
Amigos torcedores.
Sei que muitos de vocês aqui já estão cansados dessa notícia todo ano, mas dessa vez existe a possibilidade e o interesse deles assim como de outros investidores e tudo está sendo analisado.
Fiquem tranquilos que as pessoas que estão levando essa negociação adiante querem o bem do clube e são pessoas capacitadas pra isso, se for realmente acontecer muita coisa pode mudar. Até agora está sendo feita uma analise do passivo trabalhista, tributário pra poder avançar algumas situações.
Não é uma algo simples, e envolve muita coisa…entendam isso! Se realmente se efetivar algo, será levado ao conselho do clube e avançamos ou não.
Palavra oficial do Red Bull Brasil – Assessoria de imprensa do clube 
“Não tem nada de concreto na verdade. A divisão dos custos para Copa SP já aconteceu nos últimos dois anos, deve acontecer de novo. Mas de resto não tem nada de concreto e oficial
Etiquetas