Empregos

Em Jundiaí e região, área de produção de produtos possui média salarial 64% maior que o resto do Brasil

Segundo dados levantados pela Catho, profissões ligadas à área industrial são mais bem remuneradas no território do que na região metropolitana de São Paulo e Campinas

Um dos pilares fortes da economia de Jundiaí, o setor industrial tem ganhado cada vez mais destaque. Um exemplo disso é o crescimento de área de produção de produtos químicos, mais potente na região do que nos demais locais do Brasil, segundo levantamento recente realizado pela Catho. De acordo com os dados, na área, a cidade possui média salarial 64% maior que a nacional, totalizando em uma remuneração média de R$ 4.105,78.

Outras áreas profissionais também ligadas à economia principal da cidade se destacam, são elas: fabricação de produtos de borracha e de material plástico (41%), comércio varejista (40%) e  fabricação de máquinas e equipamentos (37%).

Área profissional Média
Salarial
% acima
Brasil
% acima
RM SP
% acima
RM CAMP
Produção de produtos químicosR$4.105,7864%10%18%
Fabricação de produtos de borracha
e de material plástico
R$2.432,5441%17%17%
Comércio varejistaR$1.853,0540%14%21%
Fabricação de máquinas e
equipamentos
R$3.191,7337%14%15%

Jundiaí e entorno tem se destacado como uma das maiores regiões do estado de São Paulo, devido ao seu alto índice de contribuição para o Produto Interno Bruto (PIB). Na cidade é possível encontrar, principalmente, forte presença do setor industrial de transformação e extrativo, serviços industriais, comércio e agropecuária.

“Além de um histórico que aponta a cidade como uma das maiores em relação à qualidade de vida, Jundiaí também tem se destacado por gerar empregos, se fincando como uma região de grande relevância para a economia do estado e também regional. Os dados reforçam a participação potente de indústria nesse crescimento, das quatro áreas mencionadas, três estão relacionadas à fabricação de produtos ”, afirma Rafael Stille, diretor de Estratégia de Catho. Atualmente, a região de Jundiaí possui mais de 3.600 vagas na plataforma de recrutamento da Catho, com salários que variam entre R$ 2 mil e R$ 10 mil.

Etiquetas
Fillipe Santos

Fillipe Santos

Autodidata, palmeirense, apreciador de whisky e filho de "nossa terra querida", Fillipe foi criado em Jundiaí. Jornalista, tecnólogo em Gestão da Comunicação pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fillipe é formado em Marketing de Influência pela São Paulo Digital School (SPdS), em Produção Executiva de Artistas pela Villa de Produções e é especializado em Estratégia, Conteúdo e Ações Práticas no Marketing de Influência pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

O jornalista é, ainda, diretor de operações da Japi Media Group, agremiação detentora de grandes marcas.