Cinema Entretenimento

Cinema #EmCasaComSESC estreia mais cinco filmes nesta semana

Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa
A série Cinema #EmCasaComSesc oferece a cada semana streaming gratuito de filmes em alta qualidade e sem necessidade de cadastro; Para assistir, acesse sescsp.org.br/cinemaemcasa

Lançada há mais de um mês e com mais de 100 mil visualizações, a programação de filmes em streaming do Sesc São Paulo, na plataforma Sesc Digital, oferece mais quatro novos títulos a partir desta quinta-feira, 23 de julho. Basta acessar o Cinema Em Casa para conferir longas e documentários, sempre a partir de quinta-feira, com acesso gratuito a qualquer hora do dia para ver e rever quando e onde quiser, e sem necessidade de cadastro.

Nesta semana, o #EmCasaComSesc exibe o longa Cinco Graças, da diretora turca Deniz Gamze Ergüven, que se passa em seu país de origem. O filme conta a história de Lale e suas quatro irmãs, que vivem um escândalo de consequências muito fortes: a casa delas se torna praticamente uma prisão, elas aprendem a limpar ao invés de ir para a escola e seus casamentos começam a ser arranjados. As cinco não deixam de desejar a liberdade, e tentam resistir aos limites que lhes são impostos.

Outra estreia da semana é Entre-Laços, drama da japonesa Naoko Ogigami, que trata de temas como transgeneridade, homossexualidade e abandono. Depois de ser deixada por sua mãe, Tomo, uma pequena garotinha de 11 anos, é acolhida por seu tio, Makio, e pela sua namorada Rinko, uma mulher trans. Ao longo dos dias, Rinko demonstra carinho e afeto por Tomo, que acaba descobrindo o verdadeiro sentido de uma família.

A partir desta quinta, 23, o público também poderá conferir o documentário brasileiro Partido Alto, de Leon Hirszman, que mostra as variações do samba partido alto, uma forma livre de expressão e comunicação imediata, com versos simples e improvisados, de acordo com a inspiração de cada local. Uma forma de comunhão, que reúne sambistas em qualquer lugar e hora pelo simples prazer de se divertir.

O documentário Encantado – Brasil em Desencanto, de Felipe Galvon, retrata a história recente brasileira a partir de um bairro homônimo do subúrbio carioca transfigurado pelas Olimpíadas de 2016. Do Rio à Paris, um testemunho político e poético do Brasil pelo olhar da primeira geração de classe popular a estudar no exterior. O documentário ganhou o prêmio de Melhor Filme – Júri Popular no 7º Festival Internacional de Cinema da Brasília.

E fechando a lista de estreias da semana, a produção brasileira O Menino e o Mundo, de Alê Abreu, que traz história de um menino faz as malas, pega o trem e vai descobrir o novo mundo em que seu pai mora. Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas.

A programação do Cinema #EmCasaComSesc contempla quatro eixos principais neste primeiro momento. Uma curadoria de clássicos do cinema, em sua maioria cópias restauradas e exclusivas na plataforma; uma seleção contemporânea internacional, com filmes que tiveram uma trajetória relevante em festivais no mundo todo e que merecem uma nova oportunidade de exibição ao público; uma janela dedicada ao cinema nacional, com  produções de grande alcance de público e filmes independentes que merecem maior espaço de exibição – haverá também destaque aos documentários, ponto forte na produção cinematográfica brasileira; e por fim,  uma seleção de filmes infanto-juvenis, visando a formação de público, desde os primeiros anos de vida, para a diversidade do cinema e ampliação do lastro de narrativas.

A iniciativa de oferecer filmes em streaming em sua nova plataforma digital reforça os aspectos que ancoram a ação institucional do Sesc São Paulo, garantindo o acesso a conteúdos da cultura a variados públicos. Com maior presença no ambiente online, o Sesc amplia sua ação de difusão cultural, de maneira acessível e permanente. O público ganha assim mais um espaço para contemplar, descobrir e redescobrir o cinema, a partir de grandes obras selecionadas, disponibilizadas online e gratuitamente.

Os filmes ficam disponíveis por um período determinado, com alterações e novas estreias semanais a cada quinta-feira (considerando a semana de cinema de quinta à quarta-feira). Haverá ainda possibilidade de prorrogação da exibição, conforme a demanda do público, além de sessões especiais por períodos menores (como 24h, por exemplo). A curadoria do Cinema #EmCasaComSesc conta com a experiência do CineSesc, que segue fechado desde o mês de março, por conta da crise causada pelo novo coronavírus.

+ FILMES EM CARTAZ

Quem navega pela plataforma Sesc Digital encontra outras que permanecem disponíveis para acesso gratuito e irrestrito do público. Em Cinema Em Casa, há o clássico De Crápula a Herói, de Roberto Rossellini, o alemão Manifesto, do cineasta e multiartista Julian Rosefeldt, o terror surrealista A Hora do Lobo, do sueco Ingmar Bergman, e a cópia restaurada de Mamma Roma, de Pier Paolo Pasolini.

Também permanecem no serviço de streaming do Sesc São Paulo, o belo A Carruagem de Ouro, do francês Jean Renoir, Os Palhaços, de Federico Fellini, Academia das Musas, de José Luis Guerín, Violência e Paixão, de Luchino Visconti e Paterson, de Jim Jarmusch.

A produção do cinema nacional tem um espaço de destaque no Sesc Digital, com 12 títulos, entre filmes, documentários a animações. A lista conta com Vou Rifar Meu Coração, documentário de Ana Rieper, Todos os Paulos do Mundo, de Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira, Garoto Cósmico, de Ale Abreu e Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira. Completam a lista os infantis Corda Bamba – História de Uma Menina Equilibrista, de Eduardo Goldenstein, a animação Molly, a Monstrinha, de Matthias Bruhn, Michael Ekbladh e Ted Sieger, Corpo Elétrico, do diretor Marcelo Caetano

Ainda estão em cartaz Francofonia – Louvre sob Ocupação, de Alexander Sokurov, o documentário franco-alemão Visages Villages, da cineasta belga Agnès Varda e do fotógrafo e artista urbano francês JR, pseudônimo de Jean Réné, e A Sociedade Secreta de Souptown, do diretor Margus Paju.

CINESESC

Um dos cinemas de rua mais queridos da cidade, o Cinesesc iniciou seu funcionamento em 21 de setembro de 1979, no número 2075 da rua Augusta, na cidade de São Paulo, e se dedica à missão de fomentar a difusão do cinema de qualidade, exibindo obras que muitas vezes ficam fora do circuito comercial nas salas de cinema e plataformas online. Sua programação inclui grandes e pequenas produções do mundo todo.

Além de integrar o corpo de curadores em mostras especiais, o CineSesc também recebe festivais importantes do calendário cinematográfico paulistano, como a Mostra Internacional em São Paulo, Festival Mix Brasil e o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, entre outros.  O cuidado com a programação tem reconhecimento do público e da crítica, que o elegeu, por diversas vezes, a melhor sala especial de cinema na cidade de São Paulo.

Cena Inquieta: a nova série documental do SescTV que investiga as formações, conceitos e trajetórias de grupos e artistas do teatro brasileiro

Além das lives no YouTube, o SescTV lança em 23 de julho uma série de documentários dedicados ao teatro: Cena Inquieta, com curadoria de Silvana Garcia e direção de Toni Venturi. A série é uma abrangente cartografia sobre a nova geração do teatro de grupo produzido no Brasil. Composta por 26 documentários de 55 minutos cada, o trabalho mapeou os mais importantes coletivos teatrais de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife.

São 48 companhias estáveis de teatro e mais 10 artistas solos que vem desenvolvendo trabalhos relevantes de experimentação de linguagem nos eixos do teatro negro, político e de gênero. Cada episódio apresenta dois grupos teatrais, alguns programas exibem também espetáculos solos de artistas que marcaram a cena nacional na última década, e um especialista (pesquisador, crítico ou jornalista) que comenta e contextualiza a cena ou proposta exibida. O primeiro documentário, exibido no dia 23/07 às 23h, investiga as formações, conceitos e trajetórias do Grupo Clariô de Teatro e Capulanas Cia. de Arte Negra.

A programação faz parte do projeto #Do13ao20 – (Re)Existência do Povo Negro, que faz alusão aos marcos do 13 de maio e do 20 de novembro, propõe diálogos sobre a condição social da população negra e objetiva reiterar os valores institucionais, bem como o reconhecimento das lutas, conquistas, manifestações e realidades do povo negro.

Para sintonizar o SescTV: Canal 128 da Oi TV ou consulte sua operadora. Assista também online em sesctv.org.br/aovivo. Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv E no facebook: https: facebook.com/sesctv.

ESTREIAS Cinema #EmCasaComSesc 23 DE JULHO

CINCO GRAÇAS

(Dir.: Deniz Gamze Ergüven, Turquia, França, Alemanha, 2016,93 min, 14 anos)

 No início do verão em um vilarejo turco, Lale e suas 4 irmãs brincam de forma debochada com os meninos, o que acarreta em um escândalo de consequências muito fortes: a casa delas se torna praticamente uma prisão, elas aprendem a limpar ao invés de ir para a escola e seus casamentos começam a ser arranjados. As cinco não deixam de desejar a liberdade, e tentam resistir aos limites que lhes são impostos.

ENTRE-LAÇOS

(Dir.: Naoko Ogigami, Japão, 2017, 127 min, 16 anos)

Depois de ser abandonada pela sua mãe, Tomo, uma pequena garotinha de 11 anos, é acolhida por seu tio, Makio, e pela sua namorada Rinko, que é uma pessoa transgênera. No primeiro momento a menina estranha a nova relação familiar. Ao longo dos dias Rinko demonstra carinho e afeto por Tomo que acaba descobrindo o verdadeiro sentido de uma família.

PARTIDO ALTO

(Dir.: Leon Hirszman, Brasil, 1982, 22 min, 10 anos)

Com raízes na batucada baiana, o partido alto sofre variações porque, ao contrário do samba comprometido com o espetáculo, é uma forma livre de expressão e comunicação imediata, com versos simples e improvisados, de acordo com a inspiração de cada um. Partido Alto é uma forma de comunhão, reunindo sambistas em qualquer lugar e hora pelo simples prazer de se divertir.

ENCANTADO – O BRASIL EM DESENCANTO

(Dir.: Filipe Galvon, França, 2020, 83 min, Livre)

Considerado há alguns anos o “país do futuro”, o Brasil viu crescer desde 2013 um desencanto profundo entre as classes médias e populares que culminou com a ascensão de Jair Bolsonaro à Presidência em 2018. Encantado retrata essa história recente brasileira a partir de um bairro homônimo do subúrbio carioca transfigurado pelas Olimpíadas de 2016. Do Rio à Paris, um testemunho político e poético do Brasil pelo olhar da primeira geração de classe popular a

O MENINO E O MUNDO

(Dir.: Alê Abreu, Brasil, 2014, 85 min, Livre)

Um garoto mora com o pai e a mãe, em uma pequena casa no campo. Diante da falta de trabalho, no entanto, o pai abandona o lar e parte para a cidade grande. Triste e desnorteado, o menino faz as malas, pega o trem e vai descobrir o novo mundo em que seu pai mora. Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas.

Serviço:

Cinema #EmCasaComSesc

Toda semana, sempre a partir de quinta-feira, tem quatro novos filmes para streaming:

sescsp.org.br/cinemaemcasa

SIGA O SESC NAS REDES:

Facebook/Twitter/Instagram

Fase Beta

As versões da plataforma do Sesc Digital encontram-se em fase beta, ou seja, novidades e

melhorias serão implementadas a partir das interações que se desenvolverem entre o público e os recursos. Além disso, o catálogo será expandido periodicamente, englobando

novas temáticas e linguagens.

+ SESC NA QUARENTENA

Durante o período de distanciamento social, em que as unidades do Sesc no estado de São Paulo permanecem fechadas para evitar a propagação do novo coronavírus, um conjunto de iniciativas garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

Mesa Brasil | Tecido Solidário | Fabricação Digital de Protetores Faciais | Teatro | Música | Dança | Cinema | Esporte | Crianças | Ideias | SescTV | Selo Sesc | Edições Sesc São Paulo | Youtube Sesc São Paulo | Instagram Sesc Ao Vivo | Portal Sesc SP

+ Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Saiba+: sescsp.org.br/sescdigital

Etiquetas
Os conteúdos dos artigos publicados são de inteira responsabilidade do(s) autor(es), não refletindo, necessariamente, a opinião do corpo ou do conselho editorial do Jundiai365.
Fillipe Santos

Fillipe Santos

Autodidata, palmeirense, apreciador de whisky e filho de "nossa terra querida", Fillipe foi criado em Jundiaí. Jornalista, tecnólogo em Gestão da Comunicação pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fillipe é formado em Marketing de Influência pela São Paulo Digital School (SPdS), em Produção Executiva de Artistas pela Villa de Produções e é especializado em Estratégia, Conteúdo e Ações Práticas no Marketing de Influência pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

O jornalista é, ainda, diretor de operações da Japi Media Group, agremiação detentora de grandes marcas.