Jundiaí

Associação Almater, de Jundiaí, vence edital ‘Ideias para um Mundo Melhor’ da Coca-Cola FEMSA Brasil

Companhia fará aporte de até R$ 50 mil na abertura de um curso de cozinha experimental que vai alimentar 150 crianças

A Associação Almater, de Jundiaí, foi uma das vencedoras da edição 2019 do edital ‘Ideias para um Mundo Melhor’da Coca-Cola FEMSA Brasil, cujo objetivo é incentivarprojetos sociais de instituições sem fins lucrativos que atuam em regiões onde a companhia está presente. Denominado ‘Alimentando o futuro’, o projeto selecionado da instituição permitirá a abertura de um curso regular de cozinha experimental para capacitar diretamente 20 mulheres e utilizar o produto desse curso como fonte de alimento para 150 crianças que já são atendidas pela entidade.

“Tivemos excelentes projetos inscritos este ano e a escolha destes 11 não foi uma tarefa fácil. Porém, temos orgulho dos escolhidos e possuímos total certeza que eles farão trabalhos importantes para as comunidades locais, compartilhando o nosso DNA sustentável com ainda mais pessoas”, afirma Wanessa Scabora, Gerente de Comunicação Externa e Sustentabilidade da Coca-Cola FEMSA Brasil.

“Para nós, a seleção do nosso projeto significa muito mais do que apenas o recurso financeiro. Significa reconhecimento e oportunidade. Reconhecimento pelo trabalho que já realizamos e pela legitimidade das nossas demandas, do nosso território, e oportunidade de crescer muito mais, de plantar uma sementinha de um novo projeto que nos permitirá alcançar um universo de possibilidades”, destaca Narrinam Camargo, responsável pelo projeto da Almater. “Nós atuamos com crianças, adolescentes e suas famílias na área da defesa e garantia de direitos, e sabemos que a realidade da fome e da pobreza muitas vezes nos limitam, por isso, este projeto nos permitirá criar e aprimorar estratégias para combater a fome, a má alimentação e o aproveitamento integral dos alimentos, e aí sim, continuar avançando na luta pela transformação social que sonhamos”, completa.

Dentre os critérios estabelecidos para a escolha das 11 ONGs vencedoras, um dos mais importantes era o alinhamento aos pilares de Sustentabilidade da companhia, por meio dos temas meio ambiente, desenvolvimento comunitário e estilo de vida saudável.

Este ano, a edição recebeu um aporte total de até R$ 350 mil, sendo até R$ 50 mil para cada uma das sete cidades contempladas: Marília, Sumaré, Jundiaí (todas em SP), Itabirito (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba e Maringá (PR), tendo este valor rateado entre as ONGs que se situam na mesma localidade. Os projetos escolhidos deverão ser desenvolvidos em um prazo de 12 meses e serão acompanhados de perto pela Coca-Cola FEMSA Brasil.

A lista de todos os vencedores está disponível no  www.ideiasparaummundomelhor.com.br

Sobre o projeto da Almater

Atualmente ocupando o Centro Comunitário do Jardim São Camilo, em Jundiaí, bairro de alta vulnerabilidade social, a Associação Almater atende 150 crianças e adolescentes, e são inúmeras as situações de jovens atendidos que relatam passar fome em casa, com extrema restrição de alimentos, pouquíssimas refeições ao dia com baixo valor nutricional, devido principalmente à extrema pobreza e famílias numerosas.

O projeto ‘Alimentando o futuro’ visa a promover uma transformação no cotidiano dessas crianças e adolescentes, bem como de suas famílias, tendo os alimentos, o conhecimento e a tecnologia como principais ferramentas para esse processo.

O curso regular de cozinha experimental que será organizado pela Almater com o incentivo da Coca-Cola FEMSA Brasil destina-se a 20 mulheres socialmente vulneráveis na região da entidade. Terá duas turmas, com 10 integrantes cada, e busca capacitar as participantes para o aproveitamento integral dos alimentos, por meio da produção de receitas com ingredientes baratos e de rápido preparo. O objetivo é cozinhar tendo como base alimentos orgânicos e de fácil acesso, aumentando a utilização de cascas, folhas, talos e sementes, contribuindo para um maior consumo diário de frutas e hortaliças e reduzindo a ingestão de alimentos industrializados, com alto teor de açúcares e baixo valor nutritivo.

Jovens da Bom Pastor produzem vídeo e revista

Um vídeo e uma revista para ajudar a conscientizar sobre a importância do uso consciente da água e do correto descarte de resíduos, como medidas essenciais para a preservação do planeta. Esses são os primeiros resultados apresentados pela ONG selecionada na edição de 2018 do edital ‘Ideias para um Mundo Melhor’.

O projeto Mídia Cidadã, da Associação Acolhimento Bom Pastor, mobilizou em torno de 20 adolescentes atendidos pela instituição no Jardim Novo Horizonte para a produção dos trabalhos desde janeiro deste ano.

Eles pesquisaram a respeito de temas relacionados à sustentabilidade ambiental e participaram de oficinas de capacitação sobre produção audiovisual, editoração e uso de mídias sociais na propagação e na defesa das causas ambientais. Depois, foram à campo para fazer entrevistas.

Com cerca de 13 minutos de duração, o vídeo aborda ações práticas implementadas pelo município de Jundiaí para o uso sustentável de seus recursos hídricos a partir de entrevistas com representantes do poder público, como o prefeito Luiz Fernando Machado. Traz ainda depoimentos de jovens da Associação Bom Pastor sobre hábitos que adotam em relação aos resíduos produzidos em casa e para economizar água. O audiovisual dispõe de interpretação para a Língua Brasileira de Sinais (Libra) e está disponível no YouTube em https://www.youtube.com/watch?v=aJf6-KklJjM&t=233s

A revista também destaca os benefícios que o uso responsável da água e a gestão correta dos resíduos sólidos, como a destinação para reciclagem, proporcionam ao meio ambiente. Com oito páginas, impressão colorida e tiragem de 3 mil exemplares, a publicação será distribuída em escolas da rede municipal de Jundiaí.

“É um projeto que contribui para o empoderamento dos jovens atendidos pela nossa entidade e dissemina informação que pode tornar a vida das pessoas na cidade mais saudável”, afirma Reinaldo Fernandes, coordenador do Mídia Cidadã. O programa ainda vai tratar de outros temas relacionados à sustentabilidade em futuros documentários e revistas.