Campo Limpo Paulista

Ação solidária da thyssenkrupp em Campo Limpo Paulista ajuda a levar alimentação e higiene a comunidades durante a pandemia

A fábrica de componentes automotivos da thyssenkrupp em Campo Limpo Paulista (SP) e seus colaboradores uniram-se em uma ação solidária para contribuir com famílias carentes do bairro São José, atingidas drasticamente pela pandemia da Covid-19. Essas famílias, em sua maioria de baixa renda e sem trabalho formal, sentem fortemente o impacto das ruas vazias e da impossibilidade de trabalhar para buscar o sustento diário da casa.

Juntamente com dois projetos sociais que já atuam no bairro, um dos maiores e também um dos mais carentes da cidade, a thyssenkrupp doou, nos dias 14 e 15 de maio, cinco toneladas de alimentos, itens de higiene pessoal e de limpeza para as famílias da região cadastradas junto às associações de solidariedade.

“A fábrica da thyssenkrupp de Campo Limpo é a mais antiga da cidade e sua relação com a população do entorno é muito estreita e importante. O compromisso da empresa sempre se estendeu à comunidade e, neste momento de instabilidade gerada pela pandemia, acreditamos que a empatia é ainda mais necessária”, relata Michelle Amorim, colaboradora da thyssenkrupp e uma das responsáveis pela mobilização.

“O setor automotivo está sendo profundamente impactadpelos efeitos econômicos da pandemia. No entanto, todos aqui se uniram para ajudar aqueles que estão em situação mais vulnerável. Isso me dá muito orgulho de fazer parte desta empresa”, afirma Camila Macedo, Gerente de RH da fábrica e uma das articuladoras da campanha.

Uma comunidade que se ajuda

A união entre empresa, colaboradores e associações comunitárias se encontra também com histórias de solidariedade entre aqueles que mais precisam. Veranice Lima da Silva, 50 anos, é dona de casa e moradora da comunidade Vila da Conquista, no bairro São José. Por muitas vezes, já enfrentou dificuldades para sustentar a casa, cuidar de seu filho especial e tratar de um problema de saúde. Sua dedicação em ajudar os outros é para ser aplaudida. Ela é voluntária de uma das associações do bairro e cozinha refeições para crianças da vizinhança. Com os alimentos e o gás fornecidos pela ONG, ela consegue servir atualmente o café da manhã e jantar a 124 crianças da comunidade, que estão sem merenda escolar devido às escolas estarem fechadas durante a quarentena. “A chegada dessas cestas básicas na comunidade não tem preço, sou muito grata a todos, porque vamos poder ajudar muitas famílias”, conta dona Vera.